domingo, 9 de dezembro de 2007

DIÁRIO DE BORDO

domingo, 9 de dezembro de 2007
Uma nau que se perdeu,
De um rumo que não tinha,
Encontrou o que sou eu,
Que no mesmo rumo vinha.

Neste encontro preparado,
De um modo casual,
Eu me dei por encontrado,
Nos desvios desta nau.

E se fui ou se fiquei,
Neste mar que o mundo é,
Eu por certo já não sei,
Ou não pude dar-me fé.

O.T.Velho

1 comentários:

Sonia disse...

Lindo Ozanã!!!
Triste... meio que "perdido"...rs.
Mas, muito lindo!
Beijão pra vc.

Sôni@

 
Conservatório Íntimo © 2008. Design by Pocket